conecte-se conosco
Quer descobrir quais ações comprar hoje? Confira no post! Quer descobrir quais ações comprar hoje? Confira no post!

Como Investir

Quais ações comprar hoje? Veja como descobrir!

Publicados

em

Como você, leitor, chegou a este texto, é provável que esteja querendo dicas de quais ações comprar hoje. E a primeira — e fundamental — dica que vamos dar é: NÃO COMPRE NADA NA BOLSA ANTES DE LER ISSO.

Sim, em caixa alta mesmo. É importante deixar isso bem claro porque é um erro comum querer apenas a dica de quais ações comprar hoje. Mas quem segue dica não segue método.

E, na bolsa de valores, não ter um método, ou seja, uma estratégia clara do porquê você está comprando ou vendendo uma ação, é um passo fundamental para perder dinheiro.

Obviamente, perder dinheiro não é o que você busca quando faz um investimento na bolsa. 

Então, continue a leitura do post que você vai encontrar um caminho importante do que fazer e entender o porquê de não ficar dependente das dicas de quais ações comprar hoje.

O problema das dicas

Como dissemos acima, o mais importante de qualquer investimento na bolsa de valores é ter um método claro, um plano do que fazer, algo realmente validado.

Isso significa saber o porquê de comprar uma ação e, muito mais do que isso, saber o que fazer quando essa ação sobe ou quando ela cai. 

Ter um método consistente, então, significa confiar que a estratégia que você está seguindo permitirá que você tenha mais lucros do que prejuízos no futuro, após um conjunto de várias operações.

E o problema fundamental dessas dicas, muitas vezes dadas por “novos gurus” de investimentos que você encontra por aí, está na superficialidade delas.

Uma dica, frequentemente, é muito vazia. Ela não vem junto com um plano de ação sobre o que fazer se a ação ganha ou perde valor.

Vamos dar dois exemplos hipotéticos:

Exemplo 01: Procurando no Youtube você descobre o vídeo de um super investidor que afirma ter uma taxa sensacional de acertos. Confiante, você resolve seguir a dica dele e comprar a ação XPTO.

Logo após a sua compra, o papel sofre uma grande desvalorização e perde 10% do seu valor. 

Você, sem saber o que fazer, já que não tem uma estratégia clara, decide que não vai ficar com esse prejuízo e define que só venderá a ação após ela se recuperar.

No entanto, a ação continua a cair, perdendo 25% do valor de sua compra. Cansado de ver essa ação caindo sucessivamente, você resolve encerrar essa operação.

Acontece que 6 meses depois, a ação enfim consegue recuperar o seu valor e, nos 6 meses seguintes, atinge uma valorização de 10% do valor que tinha no momento em que você comprou.

Moral da história?

O guru sairá contando aos 4 ventos que analisou e viu essa valorização antes de todo mundo (ainda que a valorização só tenha acontecido 1 ano depois da dica). Você, entretanto, sofreu um grande prejuízo na operação.

Exemplo 02: Esse mesmo guru te dá uma outra “dica quente” de quais ações comprar hoje e, veja só, logo após a sua recomendação, a ação tem uma valorização de 4%.

Você fica super feliz porque encontrou alguém que realmente entende de análise da bolsa de valores e, inclusive, resolve aumentar os seus investimentos comprando mais ações dessa recomendação.

O que se vê, entretanto, é que nas semanas seguintes a ação passa a perder valor. Apenas um mês depois, o lucro de 4% se transformou em um prejuízo de 15%.

O guru, por sua vez, se vangloria de ter feito uma recomendação que se valorizou 4%, confirmando sua análise. Você, como não tinha definido como ou quando sair da operação, amargou um novo prejuízo.

Esses exemplos acontecem a todo momento com quem segue dicas dos gurus de investimento e mostram o grande erro que cometem os investidores iniciantes ao procurarem dicas prontas de quais ações comprar hoje.

Sem saber qual o método utilizado  — se é que existe um! — por quem deu a dica, fica difícil definir o que fazer após a compra das ações. E, acredite, saber quando sair da operação é muito mais importante do que saber quando começá-la.

Além disso, quem te dá a dica normalmente mostra apenas os acertos que teve em suas indicações, mas omite os erros.

E se você dá uma dica por dia, estatisticamente você estará certo algumas vezes. Ainda que suas recomendações sejam totalmente aleatórias.

E isso pode ser provado, como foi visto em um experimento realizado em 2012, que mostrou que um gato, abanando o rabo para decidir quais ações comprar, conseguiu fechar o ano com resultados positivos.

E eu acredito que você não confiaria o seu dinheiro nas recomendações de um gato, correto? 

Então, por que seguir recomendações que você não sabe exatamente se possuem uma metodologia clara, quase como se comprasse ações no modo aleatório?

O que não te conta quem é “especialista em dicas”

Quem passa as dicas quentes de quais ações comprar hoje frequentemente não te passa informações que são ainda mais importantes para a sua rentabilidade. 

Vamos listar aqui 4 fatores importantíssimos que costumam ser deixados de lado:

1. As recomendações negativas

O especialista que te dá as dicas de quais ações comprar hoje vive simplesmente de te dar essas dicas. 

Eventualmente, ele é até mais “sofisticado” e informa altas taxas de acerto e, inclusive, aponta os critérios “técnicos” que está utilizando para a escolha das ações.

Ora, se você tirar tudo o que está contra a recomendação, só sobram critérios a favor. É por isso que todas essas informações não são sinônimos de lucro na bolsa de valores.

Você pode ter resultados positivos em 9 de cada 10 operações que faz e, ainda assim, ter prejuízo na bolsa. Mas isso é assunto para outro momento.

Vamos voltar alguns anos na história. 

O ano é 2010 e vários e vários especialistas do mercado indicavam uma ação em ascensão que tinha potencial de ser a maior empresa brasileira em poucos anos.

A ação subia e todos os analistas recomendavam a compra. A ação caía e recomendavam comprar mais ainda.

Em cerca de 2 anos, essa ação, que custava cerca de R$ 20 chegou a ser negociada a R$ 0,59. Até que a empresa pediu falência.

Essa é a história da OGX, de Eike Batista.

Era muito comum nesses anos você encontrar dicas quentes de como a ação subiria ou iria se recuperar. 

Mas ninguém dizia o que fazer caso a ação não se valorizasse como o esperado. Quando a ação sofria uma queda substancial, as respostas eram que o mercado estava “corrigindo”, mas que em longo prazo tudo daria certo.

O resultado disso é um dos maiores cases de fracasso na bolsa de valores brasileira. 

E o pior é que as ações da OGX eram um fenômeno de popularidade, figurando entre as que mais estavam nos portfólios de investidores pessoas físicas. Milhares de investidores perderam muito dinheiro com essas ações.

Aliás, não apenas a OGX. Todas as empresas de Eike Batista figuravam entre as mais recomendadas nas dicas de quais ações comprar hoje vez ou outra, como a MMX, a CCX e a OSX. Todas tiveram o mesmo fim.

A hora de sair, então, é fundamental para uma operação lucrativa. É o que veremos a seguir.

2. A hora de sair

Como sempre frisamos aqui no blog, a regra de ouro do mercado é cortar rapidamente as perdas e deixar os lucros crescerem. 

Em outras palavras, isso indica que o momento de entrada é menos importante que o momento de saída de uma operação, pois é na saída da operação em que se corta as perdas ou se interrompe os lucros.

Se você vende uma ação logo após uma leve valorização, você tem a (boa) sensação de que acertou aquela operação. 

No entanto, pode estar saindo muito rapidamente de um trade que poderia ser bem mais lucrativo, deixando bastante dinheiro sobre a mesa.

Por outro lado, para não ter a sensação ruim de que errou, muitos investidores deixam de encerrar uma operação negativa para esperar que ela se recupere. 

Também é comum que, ao esperarem essa recuperação, acabem com um prejuízo ainda maior. Afinal, a ação pode nunca se recuperar — quem prevê o futuro?

Por não saberem os momentos exatos de entrar ou de sair dessas operações, esses investidores se tornam conservadores nos lucros, encerrando rapidamente operações positivas, e arrojados nas perdas, ficando muito tempo em operações negativas.

E eu tenho certeza de que você não quer fazer parte desse grupo de investidores, não é? 

E é por isso que diversificar o seu portfólio de ações é tão fundamental, sem deixar todos os ovos em uma só cesta. Quem te passa as dicas de quais ações comprar hoje não costuma falar sobre isso, mas você verá o motivo disso ser tão importante.

3. Como diversificar

Ok, vamos imaginar que você se encontrou com Warren Buffet no elevador e perguntou a ele quais ações comprar hoje?

Como o tempo era curto, ele só pôde informar uma ação que você deveria comprar e saiu do elevador.

Ainda que o analista encontrado por você seja o mais famoso investidor de todos os tempos, ele não está imune a erros. 

A bolsa de valores é um mercado de renda variável, portanto, qualquer indicação pode variar para cima ou para baixo. Os erros fazem parte do processo. Os melhores analistas não são os que acertam mais, e sim os que ganham mais dinheiro ao longo do tempo.

Dito isso: você confiaria TODO o seu dinheiro em uma única dica, mesmo que ela venha de alguém comprovadamente bom?

Porque, basicamente, é isso que faz quem te dá as dicas: informa o que você deveria comprar, mas não diz quantas ações comprar ou mesmo como variar as operações de forma a controlar o risco dessa operação.

Por melhor que seja o analista, você nunca sabe quando pode acabar encontrando a próxima OGX da bolsa de valores. E sabemos que você provavelmente não terá a oportunidade de encontrar Buffet no elevador.

Portanto, é melhor estar prevenido!

Não dá pra viver refém das dicas de quais ações comprar hoje

Pode ser que você encontre por aí um bom analista que te faz acertar a primeira, a segunda, a terceira dica. Agora, pense em como serão suas próximas 10 ou 100 operações.

Você vai querer “viver de dicas” para sempre? Acha mesmo que é possível acertar sempre?

Sem regras claras para que você saiba os momentos de saída, é possível que uma única operação negativa seja suficiente para corroer todos os lucros que você teve nas operações anteriores.

Por exemplo, você pode fazer 9 trades positivos e 1 negativo e ainda sim perder dinheiro. Basta você ganhar 9 vezes seguidas 1% e, depois, sofrer uma única perda de 10%. Você teria perdido dinheiro mesmo tendo “acertado” 90% das operações.

Da mesma forma, você pode errar 9 trades e acertar apenas 1 e ganhar dinheiro. Bastaria perder 9 vezes 1% e, depois, obter um único ganho de 13%. 

É por isso que a taxa de acerto diz muito pouco sobre a confiança de um método. Você não está na bolsa para acertar mais, e sim para ganhar mais dinheiro.

Existe um estudo em psicologia conhecido como Efeito Dunning-Kruger. Basicamente, os pesquisadores mostraram que quanto menos conhecimento se tem sobre determinado assunto, maior é a confiança sobre aquilo.

Resumidamente, quanto menos você sabe, mais você acha que sabe.

E quando você começa a seguir dicas e, principalmente, acerta as primeira indicações, acaba entrando nesse efeito, que seria mais ou menos como no gráfico abaixo se aplicado na bolsa de valores.

Efeito Dunning-Kruger mostra o sentimento que passa quem apenasr quer dicas de quais ações comprar hoje

Nos exemplos acima, esse gráfico mostra exatamente esse sentimento. Você entra na bolsa desconfiado se vai conseguir entendê-la. 

No entanto, você encontra alguém que passa as dicas de quais ações comprar hoje e acerta as primeiras operações.

Isso eleva sua confiança lá no alto e você realmente passa a acreditar que todo aquele medo era infundado e que é muito simples se dar bem. Mas aí aparecem os primeiros resultados negativos…

E, em uma sequência de operações, todo o seu lucro vai para o espaço. A confiança, que estava no alto, vai lá para baixo e você conclui que jamais conseguirá entender aquilo tudo ou que os movimentos são todos aleatórios.

Entretanto, ao persistir e pesquisar um pouco mais, você começa a encontrar melhores soluções — passa a enxergar a importância das estratégias — e percebe que existe um jeito.

Com este texto, o objetivo é fazer você dar um salto e não passar pelas 4 primeiras fases desse efeito, partindo do ponto em que você percebe que seguir uma metodologia validada é a melhor maneira para investir na bolsa de valores.

E é isso que você verá a seguir!

Mas, então, quais ações comprar hoje?

Você chegou ao final do texto e pode estar pensando: ok, já vi os motivos pelos quais não devo seguir dicas cegamente, mas então o que fazer?

A nossa recomendação é: em vez de seguir uma dica, siga uma estratégia!

Na Rocktrade, nós utilizamos a metodologia quantitativa para definir qualquer recomendação que fazemos.

Para isso, utilizamos robôs programados por algoritmos para analisar cada uma das ações da bolsa de valores e descobrir quais ações estão com maior potencial de alta, ou seja, ações que já estão em um movimento de valorização.

Ao utilizar robôs para apoiar os investimentos, você tira qualquer questão emocional sua ou do analista.

Todas as recomendações são realizadas a partir de um modelo 100% matemático!

É a partir dessas análises que conseguimos montar nossas carteiras de ações, como a Big Rocks.

Muito mais do que qualquer “diquinha” do que comprar, a Big Rocks é uma estratégia de investimento completa, informando:

Quais ações comprar, recomendando ações em tendência de alta

Quantas ações comprar, indicando a quantidade ideal personalizada para o seu capital

Quando comprar ou vender essas ações, a partir de regras claras, validadas estatisticamente a partir tanto de operações reais quanto de simulações de cenários diversos

O resultado disso é uma carteira de ações muito acima da média das outras! Veja a comparação da Big Rocks com os resultados de outras carteiras, a partir da publicação do Valor Econômico:

Resultados da Big Rocks mostram porque é melhor seguir um método, em vez de procurar dicas de quais ações comprar hoje

Veja o poder que um método — muito mais do que uma dica — pode dar aos seus investimentos.

Mesmo com operações negativas (sim, algumas das recomendações dos robôs não confirmam a tendência de alta), os resultados são bem acima da média. 

Isso é possível porque, além de recomendar quais ações comprar, os algoritmos calculam a divisão ideal do seu capital para diminuir o risco da operação e informam, também, quando sair de uma operação negativa.

Tudo isso se traduz nos resultados do gráfico acima. Mesmo em um ano desafiador, com a crise do coronavírus, a Big Rocks conseguiu em 8 meses atingir mais de 50% de rentabilidade.

Isso significa que se você investisse R$ 10 mil em janeiro, hoje já teria mais de R$ 15.300! Se tivesse investido R$ 100 mil, já teria mais de R$ 153 mil!

E para você que está lendo este post, nós estamos com uma campanha exclusiva para novos assinantes.

Mas é somente no mês de

Nossa oferta:

As primeiras 100 pessoas que fizerem cadastro no formulário abaixo vão receber um e-mail com um sensacional desconto de R$ 300 — são 35% off para você!
Basta deixar o seu contato abaixo e receber todas as informações. Você terá acesso aos relatórios semanais da Big Rocks, publicados em nossa área de membros, por 1 ano!

Essa é uma oportunidade única para você deixar de depender das dicas de quais ações comprar hoje e passar a contar com uma metodologia completa para que você tenha a chance de dar um verdadeiro upgrade nos seus investimentos!

E se tiver alguma dúvida, deixe um comentário que a gente logo responde!

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Mais Lidos